sábado, outubro 24, 2009

Davi e o Tempo de Deus em sua Vida - Lição 04

Pessoal essa semana foi muito corrida, portanto não deu pra fazer as postagens de todas as lições e só pude fazer da lição de Jovens e Adultos e Juvenis.

Segue abaixo um trecho do Comentário Bíblico Wiersbe.

Introdução
Agora, Davi está completamente separado da corte de Saul e é considerado um rebelde fora-da-lei. O salmo 34 foi composto depois de sua difícil fuga de Aquis (1 Sm 21.10-15), e talvez seja a melhor expressão dos desafios e triunfos de Davi durante seus períodos de exílio. “Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor de todas os livra” (Sl 34.19). Deus estava com Davi e o socorreu.

1. Deus guia os passos de Davi
Na caverna de Adulão, Davi reuniu um bando de seguidores fiéis, 400 homens, números esse que, no fim, aumentou para 600 (1 Sm 23.13). O bando de Davi era pequeno e desdenhado, mas a ele pertencia o reino! Davi conseguiu proteção para sua família em Moabe, já que sua família (pelo lado de Rute era de lá).

Esse período de perseguição na vida de Davi fazia parte da preparação para o trono. Ele já era um grande soldado; agora, precisava sofrer no deserto para aprender a não confiar nos homens, mas no Senhor. A perseguição de Saul a Davi retrata o conflito entre a carne e o Espírito. Ela também ilustra a perseguição de Satanás à igreja de hoje: Saul não era mais o rei, contudo reinava; Davi era o rei, no entanto ainda não estava no trono. Hoje, Satanás parece “reinar”, todavia Cristo é o Rei e, um dia, ele reclamará seu trono de direito.

2. Deus protegeu a vida de Davi

Era importante que Davi vivesse, pois ele libertaria Israel, instituiria o reino em glória e se tornaria o pai de Cristo na carne (Rm 1.3). Satanás usou Saul para tentar matar Davi, mas o Senhor era forte demais para o inimigo. Contato que Davi buscasse a mente do Senhor, Deus dava-lhe proteção e vitória.

a) Vitória em Queila (vv.1-13)
Os filisteus eram inimigos de Davi e de Israel, portanto era certo ele lutar contra eles. O ódio de Saul era tão intenso que ele não agradeceu ao Senhor a vitória de Davi; em vez disso, foi lutar com o próprio vencedor.

b) Vitória no deserto (vv 14-18)
Davi teve de ser paciente para suportar diariamente o perigo e a perseguição! Ele era um mestre da estratégia e poderia usar de artimanhas para vencer Saul, mas preferiu esperar que o Senhor lhe desse a vitória. Como é comovente quando Jônatas o encontra no deserto (com risco de vida) a fim de tranqüilizá-los e encorajá-lo.

c) Vitória sobre os sirfeus (vv.19-29)
Zife era em Judá, e seus habitantes deveriam ser leais a Davi, mas eles traíram seu rei justo em favor de Saul! Leia a oração que Davi fez ao Senhor pedindo libertação em Salmos 54. Havia um monte entre Davi e Saul (23.26), da mesma forma que a nuvem manteve-se entre Israel e os egípcios. Por fim, parecia que Saul capturaria seu homem, mas uma inversão dos filisteus obrigou Saul a retornar para casa. Com certeza, Deus está no comando das circunstâncias e livra os seus no momento certo.

3. Deus deu graça a Davi
Deus deu a Davi a graça necessária para mostrar benevolência com seus inimigos, e isso foi muito mais excelente que derrotar o gigante Golias. Os homens de Saul mential-lhe dizendo que Davi tentava matá-lo (24.9). Essa experiência deu a Davi a chance provar para Saul e para os líderes que não queria matar Saul, mas que honrava o rei, embora este não seguisse a vontade de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário.

Postar um comentário