terça-feira, maio 17, 2011

O Louvor Vai Além da Música


1.0 – INTRODUÇÃO
Por séculos, eras e gerações são bem claras as influências e a importância que a música tem exercido no meio da humanidade. Por mais arcaica que seja uma determinada civilização ou sociedade, pode-se observar a presença da música. A Bíblia nos afirma que o primeiro humano a interessar-se pela arte musical foi Jubal (Gn 4.21). Seja qual for o ritmo ou estilo, a música está presente em qualquer meio social, ou seja, a música é cultura, mas O LOUVOR É ADORAÇÃO E VAI ALÉM DA MÚSICA.
Neste material iremos identificar e mencionar, na direção do Espírito Santo de Deus, referências bíblicas, quadro expositivo e pensamentos que realçam a idéia verídica e inefável de que o louvor vai além da música.
   2.0 – A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA
A música tem um lugar importante em nossas vidas. Deus nos fez com a necessidade de apreciarmos a música. A Bíblia assegura sua importância, quando faz menção de 838 referências específicas sobre a música.
Depois de aceitar o Senhor Jesus como Salvador e Senhor de nossas vidas, há uma mudança em nossos desejos e gostos (IICo 5.17). Uma vez que Cristo nos comprou com Seu precioso sangue, a fim de O agradarmos em toda nossa maneira de viver (IICo 2.15), uma destas mudanças deve ser acerca da nossa música. Quatro vezes o salmista fala sobre um cântico novo:

·         Salmo 33.3: “Cantai-lhe um CÂNTICO NOVO: tocai bem e com júbilo”.
·         Salmo 40.3: “E pôs um NOVO CÂNTICO na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no SENHOR”.
·         Salmo 98.1: “Cantai ao SENHOR um CÂNTICO NOVO, porque fez maravilhas; a sua destra e o seu braço santo lhe alcançaram a salvação”.
·         Salmo 144.9: “A ti, ó Deus, cantarei um CÂNTICO NOVO; com o saltério e instrumento de dez cordas te cantarei louvores”;

Algo que pode ser fomentado nestes versículos, entre outros, é que o crente tem um novo cântico, ou um cântico diferente do que o do mundo. Desta forma, quando a música glorifica a Deus, outros verão a Cristo, temerão e confiarão nEle.
O crente cheio do Espírito Santo é marcado pela música que canta. A Bíblia mostra uma ligação entre a vida cheia do Espírito Santo e a música:

v  Efésios 5.18-19: “E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração”;
v  Colossenses 3.16: “A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao SENHOR com graça em vosso coração”.

Por causa da influência e importância da música em nossas vidas, devemos ter cautela na verificação se qualquer forma ou estilo de música é ou não é agradável a Deus. A Bíblia é clara em dizer que devemos provar as coisas para ver se são agradáveis ou não! Efésios 5.10, diz: “Aprovando o que é agravável a Deus”.

3.0  – A MÚSICA X LOUVOR: A PRIORIDADE ESPIRITUAL
Quando mencionamos a palavra “prioridade” estamos relacionando o campo dos desejos e suas consequências em nossas vidas. É bem verdade que na maioria das vezes priorizamos coisas que não nos beneficiam espiritualmente. Como já vimos anteriormente, devemos priorizar as coisas espirituais, sabendo que as emocionais e as físicas serão acrescentadas (Mt 6.33).
A Bíblia nos afirma que somos seres tritocômitos, ou seja, formados de espírito, alma e corpo, e não como muitos pregam por lá fora que somos formados de alma e corpo. Pode-se observar em algumas referências essa verdade assegurada: Gn 2.7; I Ts 5.23; Hb 4.12.
A ordem de importância também é mostrada em I Ts 5.23. O ESPÍRITO, que é mencionado primeiro, é o mais importante de todos. É a parte que nos liga a Deus. O espírito tem a função de nos fazer conscientes de Deus, e envolve as funções de comunhão, consciência e intuição. A ALMA é a segunda parte mais importante. Ela nos faz conscientes de nós mesmos e é uma expressão ou manifestação da nossa personalidade. Ela tem as funções de pensar (mente), sentir (emoção) e fazer (vontade). Ela sempre deve estar em submissão ao espírito, e o espírito deve controlar a alma. O CORPO é bem inferior às outras partes. Ele nos faz conscientes do mundo através dos nossos sentidos. Ele deve ser mantido em submissão à alma e controlado por ela.

4.0   QUANDO O LOUVOR VAI ALÉM DA MÚSICA
A música está presente em muitos lugares. Às vezes, quando falamos de louvor, estamos citando indiretamente a música, mas nem todos os momentos em que falamos de música, estamos citando o louvor. Muitos podem cantar como quiserem, mas nem todos sabem louvar ao nosso Senhor e Deus.
 Louvar a Deus significa que reconhecemos ser dEle a responsabilidade do que nos está acontecendo, e não de um acaso. Senão, não faria sentido agradecer-lhe. Louvar é desprender-se de si mesmo e estar conectado ao trono da graça, a fim de receber o favor de Deus para nossas vidas. Louvar a Deus consiste em muito mais que palavras, é ter um coração voltado totalmente para o Rei dos reis e Senhor dos senhores.
A Bíblia Sagrada está recheada de exemplos de pessoas que fizeram do louvor algo muito mais que uma simples música provocando assim grandes feitos e prodígios. Iremos citar alguns personagens e um breve comentário para meditação e debate:

ü  Eliseu: “profetizou enquanto tocava harpa o tangedor” (II Reis 3.15-16)
ü  Davi: “enquanto tocava harpa houve libertação espiritual da parte do rei Saul” (I Samuel 16.16)
ü  O Rei Josafá: “Diante de uma situação de guerra o Senhor o instruiu para louvar com todo o povo em alta voz” (II Crônicas 20.1-26)
ü  Paulo e Silas: “mesmo depois de serem açoitados e presos, oravam e louvavam ao Senhor (Atos 16.25-31).

É importante louvar e engrandecer a Deus em todos os momentos, pois há vitória em quem louva a Deus por tudo em sua vida. Como já vimos de todas as formas que louvar é diferente de cantar (música), pois somente os espirituais louvam e os carnais cantam.











        “Que o Deus de paz nos santifique a cada dia para que a sua obra seja completa até a volta do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A vitória é dos que perseveram até o fim!”

Um comentário:

Deixe aqui seu comentário.